quarta-feira, 16 de maio de 2012

Aurub e a Chave-mestra

Por Douglas Reis

Essa é uma personagem de um projeto pessoal no qual venho trabalhando. Como qualquer projeto paralelo, está caminhando de forma lenta, mas pelo menos tenho tido a possibilidade de sempre poder fazer uma parte, nem que seja uma meia horinha por dia. O que posso adiantar é que se trata de uma HQ para internet. Conforme o andamento do projeto vou postando algumas prévias aqui.


Esses 4 esboços acima foram os primeiros que fiz logo que conclui a parte escrita de criação da personagem - com todas aquelas informações sobre quem é, de onde vem, o que faz, idade, etc... - e do começo da história, mas nesses primeiros desenhos a ideia de que ela é uma guardiã e tem ligações com energias mais sutis no universo em que se passa o enredo (quem quiser pensar em termos de divino não tem problema, não exatamente isso, mas acredito que pode ser entendido dessa forma também) estava mais forte na minha mente do que a ideia de que ela além de uma guardiã é também uma guerreira. Não do tipo que empunha uma espada de 3 metros, mas ainda assim uma guerreira. Nesses sketches não coloquei nenhuma indumentária nela que fosse condizente com isso, as roupas são muito mais semelhantes às de uma sacerdotisa/deusa do que uma guardiã/guerreira. Assim o primeiro concept colorido acabou ficando com essas características:


Mas fui mudar de ideia quando percebi, fazendo a colorização do concept anterior, que ela estava um pouco fora do conceito criado. Então repensei o que ela representava dentro da história e fiz novos esboços, focando nas duas características: uma guardiã, mas também uma guerreira. Ah, aqueles detalhes de armadura no esboço que tem uma espada foram feitos depois de perceber que o concept não estava adequado. Fiz alguns estudos rápidos para decidir por uma pose e cheguei a outro sketch:


Refinei o sketch acima, mudando alguma ou outra coisinha - como a posição da perna direita dela - e acrescentando todos os detalhes possíveis. É interessante nessa fase tentar deixar o máximo de coisas no desenho resolvidas justamente para depois não se perder tempo com refações ou tentando acertar um detalhe que não ficou muito bom no esboço. Melhor fazer essas alterações ainda na fase inicial. Tempo é algo muito precioso pra ser desperdiçado.


E finalmente parti para a pintura. Essa sim é a fase onde paciência é a palavra-chave. Não faço ideia de quanto tempo levei, até por que fiz essa ilustração em vários momentos então é difícil precisar quantas horas gastei ao todo. Mais de 20 horas eu tenho certeza que gastei :)


Espero que tenha dado pra expor pelo menos de forma resumida como mais ou menos funcionou o processo de criação da personagem, aqui não foquei tanto na pintura, mas sim na questão de se manter fiel ao que é definido no conceito do personagem, ao seu contexto e background. Fico então devendo o processo de pintura, me cobrem! Se quiserem perguntar alguma coisa mandem bala, a parte de comentários está ai pra isso mesmo. Até!

2 comentários:

AlessandroSantos disse...

Aeee. Parabéns mesmo.
Esse e tantos outros desenhos, sempre vou parabenizá-lo pela dedicação.
Espero que esse seja apenas o início de uma longa jornada, para melhor.
um grande abraço Douglas e á todos os desenhistas.

ROGER disse...

Muito bom!